Médico Formado pela USP

Quais tendências o bebê prematuro leva para a vida adulta?

O estudo, publicado na revista Archives of Disease in Childhood (Fetal & Neonatal Edition), fornece um perfil de personalidade para esse grupo que, os autores sugerem, pode ajudar a explicar, em parte, as dificuldades sociais que estes indivíduos encontram em seus relacionamentos e carreiras.

Pesquisas anteriores revelaram que indivíduos nascidos depois de menos de 32 semanas de gestação e / ou com peso muito baixo têm um risco maior de desenvolver comportamentos do espectro autista. Também tem sido consistentemente demonstrado que adultos que nasceram muito prematuramente e / ou severamente abaixo do peso são menos propensos a apresentar comportamentos de risco do que seus pares nascidos no tempo esperado.

No entanto, os especialistas não estão certos se nascer com menos de 32 semanas e / ou com peso inferior a 1,5 kg tem uma influência sobre outros traços da personalidade adulta.

Para investigar, pesquisadores compararam os traços de personalidade de 200 jovens de 26 anos que nasceram quer com menos de 32 semanas e / ou com peso inferior a 1,5 kg a 197 outros jovens nascidos nas mesmas unidades obstétricas após 40 semanas e com peso na faixa de normalidade.

Cinco dimensões de traços de personalidade foram medidos e avaliados: afabilidade, consciência, introversão, neuroticismo e abertura a novas experiências.
O estudo identificou um conjunto de traços que descreve uma “personalidade socialmente distante”: introvertida, aversão a assumir riscos, neurótica e exibindo comportamentos do espectro do autismo.

Nascidos muito prematuramente ou com peso muito baixo também pode levar a uma atitude superprotetora dos pais em relação aos filhos, potencialmente influenciando o desenvolvimento de traços de personalidade específicos.

Evidências sugerem que adultos que nasceram muito prematuramente e / ou com muito baixo peso ao nascer são menos propensos a atingir empregos que paguem altos salários, construir e manter relacionamentos ou ter seus próprios filhos. Com a intervenção precoce, talvez estes resultados possam mudar.

No início deste ano, a “Medical News Today” informou sobre um estudo que descobriu que o nascimento prematuro reduz a conectividade em regiões do cérebro ligadas ao funcionamento cognitivo.

Agende uma consulta

Unidade Ibirapuera

(11) 3051-7260

Unidade Alphaville

(11) 99242-9583